24 abril 2008

25 DE ABRIL, SEMPRE!

1 comentário:

Brancamar disse...

O meu terceiro aplauso para este poema, já passei pelos espaços todos onde o tens.
Como diz António de Almeida "Um Povo Libertado", mas cada vez mais necessitado de não se esquecer de que a liberdade não se faz só nas palavras, é precido ainda lutar por manter as conquistas conseguidas e por reconquistar as perdidas.
Parabéns por nos lembares e estares sempre alerta.
Beijinhos


Oferta do Blog Estranhos dias e corpo de delito

Oferta do Blog ORION